Posts recentes
Search

Dicas de Beleza e Cuidados com o Corpo

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Cuidados com o olhar – Que nesses tempos, ganham cada dia mais destaque

Cuidados com o olhar – Que nesses tempos, ganham cada dia mais destaque

Nos dias de hoje, com a obrigatoriedade do uso das máscaras, o olhar se tornou nosso maior destaque. Com isso, a necessidade de cuidados se tornou ainda maior.

Quando o assunto é área dos olhos, recebemos algumas queixas no consultório que são mais comuns. Algumas podem ser decorrentes da idade, e outras não. É importante passar pela avaliação médica para entendermos e elaborarmos um plano de tratamento eficaz para cada caso.

Queremos abordar nesse post algumas dessas queixas e as opções de tratamentos que oferecemos na clínica. Mas antes, é importante dizer que cada caso é um caso e precisa ser cuidadosamente avaliado pelo médico que vai indicar qual o melhor tratamento individual para você.

A queixa numero um que ouvimos em nosso consultório é sobre aquele excesso de pele e gordura tanto das pálpebras superiores quanto das inferiores que traz um ar de cansaço e um semblante envelhecido.

Para esses casos de flacidez muito expressiva, pode ser indicado a cirurgia de blefaroplastia.

A cirurgia estética das pálpebras tem por objetivo remover os excessos de pele, bolsas de gordura e parte das rugas desta região que fazem o olhar apresentar um aspecto triste e cansado.

É importante enfatizar que os “pés de galinha” são resultantes da ação muscular nesta região e que são somente suavizados pela cirurgia, pois não podemos bloquear definitivamente a movimentação destes músculos, então parte destas rugas permanecerá.

A complementação deste procedimento com a toxina botulínica (Botox) muitas vezes é aconselhada para um resultado melhor.

Sobre a Cirurgia de Blefaroplastia

Quando operar?

Não existe idade ideal para se operar as pálpebras, mas sim, a oportunidade ideal, dependendo da presença do defeito a ser corrigido.

É uma cirurgia mais frequentemente indicada após os 30 anos de idade, em função dos fenômenos de envelhecimento.

No entanto, a presença de bolsas de gordura ou flacidez precoce das pálpebras ligadas a fatores genéticos, pode sugerir a cirurgia para os mais jovens. Devido à dinâmica funcional das pálpebras, efetivamente existe um maior envelhecimento deste segmento da face em relação ao restante do rosto e assim as pálpebras geralmente são as primeiras a manifestar os sinais da idade.

A blefaroplastia pode ser superior, inferior ou total, e a indicação vai depender da necessidade de cada caso. Muitas vezes o problema das pálpebras ocorre devido a fatores clínicos, não estando indicada qualquer cirurgia (olheiras, edemas, etc.).

Outras vezes, os problemas clínicos estão associados ao cirúrgico e, mesmo que se opere devidamente as pálpebras, ainda assim persistirá um percentual do defeito original, decorrente do distúrbio clínico associado.

Durante a primeira consulta, você estará diante do espelho apontando o que gostaria de melhorar e ponderando com seu cirurgião sobre os limites técnicos e as possibilidades que a cirurgia oferece.

Cuidados Pré-operatórios

Após conversar com seu médico e esclarecer todas as suas dúvidas, ele lhe indicará alguns exames de rotina que recomendamos sejam feitos cerca de 10 dias antes da cirurgia.

Também uma avaliação clínico-cardiológica (risco cirúrgico) será solicitada. Em casos determinados podemos solicitar outros exames específicos que possam ajudar no esclarecimento diagnóstico, como por exemplo, uma avaliação oftalmológica.

Lembre-se das recomendações gerais para as cirurgias, como não usar, por 2 semanas antes, medicamentos à base de AAS, anticoagulantes, ou medicamentos para emagrecer, vitaminas, arnica, ginko-biloba, antinflamatórios;.  Abstinência do fumo por 30 dias antes da operação; não usar cremes a partir da véspera da cirurgia; jejum de acordo com a recomendação médica (10 horas antes da cirurgia); comunicar ao seu médico qualquer anormalidade ou uso recente de medicamentos, corticoides de uso prolongado, alergias medicamentosas ou alimentares e alguma outra recomendação que venha a ser pertinente. Recomenda-se levar óculos escuros para o momento da alta hospitalar. Guardar em casa objetos pessoais como joias e bijuterias.

No dia anterior deverá comparecer ao Instituto para trazer exames, fotografar e fazer o preparo pré operatório (higienização e drenagem linfática da área a ser operada). Acordar de jejum no dia da cirurgia, tomar banho completo e não passar creme ou maquiagem.

Como é Realizada a Cirurgia?

A cirurgia é realizada em clínica cirúrgica especializada, em caráter ambulatorial, ou seja, tendo sua alta prevista para o mesmo dia.

A anestesia é preferencialmente local com sedação, ou apenas local pura a critério do anestesista e das particularidades de cada caso.

Em ambas as circunstâncias haverá controle perfeito por um anestesista e toda a monitorização necessária (pressão arterial, pulso, eletrocardiograma e índice de oxigenação do sangue).

A cirurgia dura cerca de noventa minutos devendo-se adicionar a este tempo o preparo e a recuperação pós-anestésica. Dependendo do caso existem detalhes que podem prolongar este tempo. Pode ser realizado com laser CO2 no modo cirúrgico para evitar o sangramento, agilizando assim a cirurgia e ainda causa contração do músculo orbicular. 

Na pálpebra superior, é minuciosamente medida a quantidade de pele que deve ser removida, deixando a cicatriz final praticamente disfarçada no sulco natural da pálpebra. Tratam-se as bolsas de gordura superiores.

Na pálpebra inferior, a incisão da pele é feita próxima à implantação dos cílios, sendo a pele levantada e as bolsas de gordura, quando presentes são retiradas. O excesso de pele é finalmente ressecado e a sutura (pontos) aplicada.

Existe a possibilidade de fazer pela conjutival ou blefaroplastia transconjutival usando o laser CO2 sem cortar a pele quando não tem indicação, para ressecar a pele. Ao final da cirurgia serão colocadas gazes umedecidas de soro fisiológico sobre os olhos com o objetivo de controlar o inchaço, mantendo o repouso necessário no pós-operatório. Eles serão removidos no momento da alta hospitalar e deverão ser recolocados ao chegar em casa.

Período Pós-operatório

Normalmente a blefaroplastia não é uma cirurgia dolorosa. Caso ocorra uma maior sensibilidade, esta será abolida com analgésicos comuns prescritos pelo seu médico. Somente use medicamentos prescritos pelo seu cirurgião ou sua equipe.

As compressas úmidas em soro gelado ajudam a controlar o edema (inchaço), devendo ser usadas algumas vezes durante o dia. Os tecidos das pálpebras são muito delgados e refletem o trauma cirúrgico através de edema (inchaço) e equimoses (manchas roxas ou avermelhadas) que são abrandados com o tempo e desaparecem em torno de seis a dez dias, considerando as particularidades de cada caso.

Na primeira noite após a cirurgia, repouse e durma com travesseiros, mantendo a cabeça elevada. A retirada dos pontos será a partir do 3º dia de pós-operatório.

Durante alguns dias poderá haver maior sensibilidade à luz, lacrimejamento ou sensação de olho seco, coceira ou mesmo ardor. Recomenda-se o uso de óculos escuros por alguns dias para proteger da luz, do vento e de olhares curiosos. Recomendamos não assistir TV ou esforçar na leitura nos três primeiros dias de pós-operatório.

Comumente, as cicatrizes adquirem coloração rósea. Com o tempo vão clareando até adquirirem a tonalidade semelhante da pele e ficam praticamente escondidas nos sulcos naturais das pálpebras.

Podem aparecer pequenos nódulos abaixo da pele, durante o 1º mês da cirurgia. São reações cicatriciais que se dissolverão e não devem ser motivos de preocupações.

Manchas vermelhas nos olhos podem aparecer e desaparecem com o tempo. Todas estas manifestações podem ser explicadas com a seguinte frase: “O nosso organismo necessita de um tempo para esquecer das agressões cirúrgicas”.

A volta para suas atividades profissionais pode, em geral, ocorrer após o 4º dia da cirurgia, inclusive o uso dos óculos. No entanto, as lentes de contato só serão permitidas após 10 a 15 dias.

O uso de maquiagem fica liberado na primeira semana após a cirurgia para esconder alguma equimose (mancha roxa) residual.

As atividades físicas como pequenas caminhadas são permitidas de forma branda após 10 dias e a exposição ao sol somente após 30 dias da operação, usando bloqueadores solares com atenção para não aplicar em cima das pálpebras, e usando óculos de sol.

Os resultados definitivos relacionados ao inchaço, devem ser esperados para três meses após a cirurgia, pois temos que esperar a acomodação dos tecidos no pós-operatório. Apesar disso podemos considerar a volta às atividades habituais com 5 a 7 dias.

Avaliação em longo prazo

O retorno às condições pré-existentes a uma blefaroplastia (pele flácida, redundante e com bolsas) leva alguns anos.

A pele e demais tecidos das pálpebras continuam envelhecendo, sofrendo a ação inexorável do tempo. Mas sempre com uma defasagem de quem retornou alguns anos no tempo, mas nova blefaroplastia poderá ser recomendada quando você começar novamente a “brigar” com o espelho.

Esta nova cirurgia não é, entretanto, um retoque da primeira. É um novo procedimento que poderá ser indicado para tratar os efeitos do tempo sobre as pálpebras.

Importante

A cirurgia das pálpebras não proporciona rejuvenescimento geral à face, quando executada isoladamente. O rejuvenescimento da face implica em outras condutas associadas a blefaroplastia.

A retirada das bolsas de gordura traz resultados excelentes em longo prazo. Porém, não raramente, nos clientes mais idosos ou em jovens com bolsas mais volumosas, pode ocorrer o reaparecimento isolado de uma dessas bolsas, particularmente a lateral das pálpebras inferiores. Não se preocupe, pois isto pode ser resolvido no momento adequado com um pequeno retoque.

Retoques ocasionais representam prudência para não retirar demais e depois ter que corrigir em circunstâncias adversas.

Resultados definitivos somente devem ser considerados após 12 meses da cirurgia.

Procedimentos Estéticos – Área dos Olhos

Seja em casos menos expressivos de flacidez ou em casos de manutenção dos resultados da cirurgia, pode ser indicado alguns procedimentos que são muito eficazes para o rejuvenescimento, abertura dos olhos e suavização de rugas.  Vamos falar um pouco sobre eles.

Ultraformer III: O Ultraformer III é uma tecnologia de ultrassom micro e macro focado que age em camadas diferentes da pele, podendo atingir até o músculo. Um tratamento não invasivo, surpreendente e moderno. Proporciona um lifting não cirúrgico: redução de rugas, diminuição da flacidez e melhora da aparência da pele. Pode ser indicado um plano de tratamento de 3 sessões, que chamamos de “banho de colágeno” associado a uma sessão de botox no final do tratamento gerando resultados mais satisfatórios.

Laser CO2 Fracionado: O laser CO2 fracionado provoca um processo na pele, que estimula a produção de colágeno e também uma retração da pele, causando estiramento e melhora das rugas finas. Uma excelente opção para casos de flacidez moderada e tratamento das rugas finas na região dos olhos.

Toxina Botulínica: A toxina botulínica ou Botox é o procedimento “carro chefe” para tratamento de linhas de expressão. É utilizado para levantamento das pálpebras que estão caídas e tratamento de linhas de expressão e rugas ao redor dos olhos. Além do efeito lifting, ele trata a aparência do “olhar cansado” uma vez que ele abre os olhos “olhar feliz”.

Preenchimento: O preenchimento com Ácido Hialurônico pode ser indicado para tratamento de olheiras e rugas profundas. Nas olheiras, o ácido hialurônico irá ocupar a região mais funda, de forma a nivelar a superfície da olheira, suavizando o sulco.

Enerjet: O Enerjet ou sistema pressurizado para aplicação de fármacos na pele sem agulha é um equipamento utilizado para hidratação, remodelação e espessamento da pele com estímulo de colágeno. É capaz de tratar a flacidez moderada e as rugas finas na região dos olhos e face completa, introduzindo medicamento na pele sem agulha. Pode ser aplicado ácido hialurônico e diluição de toxina botulínica para melhores resultados nesses casos.

Antes de tomar a decisão de realizar algum procedimento, é necessário realizar uma consulta com a Dra Helena Lima, nossa cirurgiã plástica.

No IBEL, Instituto Belvedere, localizado em Belo Horizonte, frequentemente realizamos esses procedimentos estéticos na região dos olhos após avaliação e indicação médica.

O procedimento é realizado em consultório, pelo médico, com um auxiliar em sala para ajudar nossos pacientes em todos os processos que serão realizados, desde a aplicação do anestésico até a finalização do procedimento.

Todos os cuidados pré e pós do procedimento são esclarecidos por nossos médicos e profissionais, e o paciente é acompanhado durante todo o processo de recuperação. Para maiores esclarecimentos, agende uma consulta com a Dra Helena Lima e desfrute de um atendimento personalizado para você!

Para maiores esclarecimentos, agende uma consulta com um de nossos profissionais e desfrute de um atendimento personalizado para você!

Tem algo a dizer sobre este artigo? Comente abaixo ou compartilhe conosco no Facebook ou em nosso Instagram.

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Melasma: Como prevenir? Tem tratamento?

Melasma: Como prevenir? Tem tratamento?

Antes de falarmos sobre a prevenção, é necessário entender o que é melasma.

O Melasma é uma doença crônica, que se caracteriza por manchas acastanhadas
no rosto, que piora com uso de anticoncepcional, gestação, terapias de reposição
hormonal e exposição solar. É uma doença que influencia muito a autoestima do
paciente.

Importante lembrar que não tem cura, mas pode ser perfeitamente controlada e
amenizada com cuidados diários e tratamentos adequados.

Como prevenir o Melasma?

A melhor forma de lidar com o melasma é sempre a prevenção. É indispensável o
uso diário de filtro solar, mesmo sem a “exposição” direta ao sol. Quando a
exposição é direta e intensa, o cuidado deve ser redobrado com a ajuda de guarda
sol, chapéus e roupas com proteção UV.

Como Tratar?

Como já mencionado, esta é uma doença que não tem cura. Porém, temos
algumas formas para melhorar e amenizar as manchas estáveis.

O procedimento mais indicado para esse quadro é o Spectra Laser.

O Spectra é um laser que age diretamente no pigmento melhorando a
qualidade da pele e removendo as manchas sem irritar a pele. Geralmente
indicado 10 sessões para o tratamento de melasma, sendo necessário fazer
manutenção após o término com intervalos maiores.

Outro tratamento indicado é o Peeling Químico. Apesar
de exigir mais sessões, tem um resultado muito bom nesses casos. É esperada
uma descamação da pele que ajuda a clarear e uniformizar os tons.

Além desses tratamentos realizados em consultório, o uso diário de clareadores e
despigmentantes auxilia muito. Os tratamentos devem ser feitos por médicos
experientes, para propor o tratamento adequado à cada tipo de pele.

Agende sua consulta e saiba qual a melhor opção de tratamento para você!

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Cuidados com os lábios.

Cuidados com os Lábios

Você sabia que o excesso de sol e de frio são os principais causadores de desidratação labial? Um dos sinais que nossos lábios dão são as descamações e rachaduras.

Assim como cuidamos da pele do nosso rosto, precisamos cuidar e usar produtos adequados para manter nossos lábios bonitos e hidratados.

Os lábios são uma região sensível e sofrem com a exposição ao ambiente, como longas horas no ar condicionado, deficiência de vitaminas, uso de algumas medicações e pouca ingestão de água.

Portanto, daremos algumas dicas diárias de como prevenir esses problemas:

1 – Hidrate os lábios para mantê-los saudáveis e macios. São indicados hidratantes com ativos emolientes como ceramidas, vitamina E, óleos essenciais, entre outros.
2 – Remova a maquiagem antes de dormir e aplique o hidratante para uma boa regeneração durante o sono.
3 – Faça uso do protetor labial, tanto no verão, quanto no inverno.
4 – Evite passar a língua pela boca na tentativa de umedecer os lábios, pois aumenta o ressecamento e facilita contaminação por bactérias e vírus; evite puxar as “pelinhas”, pois isso dificulta a cicatrização.

Procedimento estético indicado para os lábios:

Para quem gostaria de dar um volume a mais, o famoso “preenchimento labial” (Lnk para preenchimento) feito com ácido hialurônico é o mais indicado e tem resultados bastante satisfatórios.

Além de ajudar quem não foi favorecido pela genética com lábios carnudos, o produto hidrata o local com efeito natural. Esse procedimento deve ser realizado por um médico experiente para indicação correta, visando uma melhor harmonização facial.

O procedimento é pouco doloroso, utiliza-se anestésico e seu efeito tem duração de 12 a 18 meses.

Agende sua consulta para uma avaliação!

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Cuidados com a pele negra.

Cuidados com a Pele Negra

Naturalmente, quem possui pele negra ganhou uma ajudinha da genética, já que esse tipo de cútis apresenta um alto nível de melanina e colágeno, deixando-a mais resistente ao sol e ao envelhecimento.

Porém, ainda assim essa pele merece atenção especial para que não sofra com problemas como manchas no rosto, melasma, excesso de oleosidade e foliculite.

Principais benefícios da pele negra:

A pele negra possui um nível alto de melanina, o que promove uma proteção natural ao sol. Possui mais colágeno que as outras cútis, deixando-a mais elástica e resistente aos efeitos do tempo, como rugas e linhas de expressão. E, por ser mais espessa e firme, demora mais a ficar flácida e, dificilmente, apresenta celulite.

Entenda porque a pele negra merece uma atenção especial:

Cuidados com a Pele Negra – Devido a hiperpigmentação, há mais propensão a manchas de pele, como o melasma. A abundância de melanina pode acelerar o surgimento de manchas, pois durante a cicatrização a pigmentação é ativada.

Processos inflamatórios ou que cause irritação pode gerar o escurecimento da pele, como exemplo as marcas causadas pela acne.

A pele negra pode apresentar todos os tipos: normal, mista, seca e oleosa. No entanto, a oleosa é a mais comum, já que a secreção das glândulas sudoríparas é maior nesse tipo de pele, e por consequência, favorece o surgimento de acne e foliculite.

Cuidados diários e procedimentos estéticos que podem ser realizados na pele negra:
Para evitar as manchas, o paciente deve buscar tratamento preventivo.

Apesar de ser mais resistente ao sol, é recomendado o uso do filtro solar diariamente, inclusive em dias nublados ou em ambientes fechados. Pode ser indicado um sabonete específico para o tipo de pele e o filtro solar com no mínimo FPS 15. Além do protetor solar, é recomendado produtos compostos por vitamina C, kojico, ácido fítico e alfa-hidroxiácidos para a prevenção de manchinhas.

Para peles que já desenvolveram manchas ou que sofrem de melasma, é indicado o laser Spectra (link: https://ibelbh.com.br/tratamentos-laser-estetica-e-cosmiatria). Com ele, não existe nenhuma chance de lesar a pele negra, causando pigmentação e chances de piorar as manchas que possam já existir na ocasião do tratamento.

Geralmente são indicadas 10 sessões para o tratamento de melasma que são realizadas semanalmente. O resultado é bastante satisfatório com grandes melhorias na qualidade da pele.

É necessário manter o tratamento tendo em vista que o melasma é produzido pelo próprio organismo através de estímulos externos.

Para os pacientes que já possuem espinhas, é importante realizar de 6 em 6 meses uma Limpeza de Pele profunda para o tratamento da oleosidade da pele. Outra opção é o Peeling de Diamante com máscara de hidratação especifico para pele oleosa, pois peles oleosas geralmente demandam muita hidratação. Substâncias clareadoras e antiacne também podem ser aliadas ao tratamento.

Portanto, embora a pele negra desfrute de vários benefícios, é necessário manter alguns cuidados diários especiais para a manutenção de uma pele saudável e lisinha.

Agende uma consulta com um de nossos profissionais e saiba mais quais tratamentos são indicados para pele negra.

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Tipos de Mamilos? Saiba a diferença entre eles.

Tipos de Mamilos? Saiba a diferença entre eles

Tipos de mamilos; isso existe? Sim! Segundo profissionais, o assunto deveria ser mais discutido entre mulheres para que elas não se sintam inseguras sobre o próprio corpo.

Assuntos que envolvem o corpo feminino como mamilos, menstruação, vagina, entre outros, são assuntos polêmicos. Portanto, não são debatidos quanto deveriam e muitas mulheres não tem conhecimento sobre si mesma, gerando desconforto e insegurança.

Você sabia que existem tipos de mamilos diferentes? Segundo especialistas, eles podem ser classificados em três categorias. Antes de mencioná-las, é importante dizer que ter mamilos diferentes dos que são mostrados, não significa que há algo errado ou que você tenha algum problema de saúde. Na maioria das vezes trata-se apenas de uma questão estética.

Na maior parte dos casos, existem três classificações estéticas para os mamilos:

• Mamilos protusos ou “normais”: São aqueles que o bico se projeta à frente da aréola, são grandes e marcam na roupa. Ficam rígidos facilmente quando estimulados pelo prazer ou até mesmo em temperaturas baixas;
• Mamilos planos ou rasos: Não possuem o bico proeminente, projetado para frente, isto é, a aréola e o bico ficam na mesma linha, mas quando são estimulados apresentam projeção da mesma maneira que o mamilo protuoso;
• Mamilos invertidos: são aqueles em que o bico está para dentro da aréola, como se fossem “covinhas”.

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Tipos de Mamilos? Saiba a diferença entre eles.
IBEL BH – Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Tipos de Mamilos? Saiba a diferença entre eles.

Ao falar sobre esse assunto, algumas perguntas são comuns no consultório e selecionamos duas para ajudar a esclarecer.

1 – Os diferentes tipos de mamilos podem influenciar na vida sexual?

Não. Apesar de existirem tipos de mamilos diferentes, eles não influenciam na vida sexual ou no prazer que a mulher sente. Os seios, no geral, são vistos como símbolo da sexualidade da mulher, independente do tamanho ou formato, e despertam desejo, libido e feminilidade.

Ainda assim, ter um tipo que foge do padrão “normal” pode causar insegurança na hora de se relacionar com alguém. É necessário saber que variações na anatomia não causam prejuízos a sexualidade e que fatores como diferenças de tamanho, cor ou formato, são mais comuns do que muitas mulheres pensam.

Quando a paciente se sente incomodada com essas diferenças estéticas, os mamilos e as aréolas podem ser modificados com cirurgia plástica.

2 – Os diferentes tipos de mamilos podem atrapalhar a amamentação?|

Infelizmente sim. Diferente do que acontece com a vida sexual, os tipos de mamilos podem fazer com que as mães achem difícil encontrar a pega ideal com os bebês na hora da amamentação.

Os formatos de mamilos considerados “normais” não costumam ter muita dificuldade para amamentar, mas aquelas com mamilos planos ou invertidos pode encontrar dificuldade.

Especialmente em casos de mamilos investidos, pode haver obstrução nos ductos mamários, o que impede a passagem do leite e impossibilita a amamentação.

Algumas vezes esses problemas podem, ser resolvidos com a estimulação adequada ou uso de dispositivos modeladores de silicone, também chamados de protetores, que ajudam a manter os mamilos proeminentes. Porém, é necessário buscar acompanhamento com um especialista.

Normalmente esse é um assunto pouco falado e abrir discussões sobre os tipos de mamilos pode fazer com que o tema chegue ao conhecimento de mais mulheres e possa ajuda-las a se conhecer melhor, melhorando a autoestima.

Conversar com um especialista seja um mastologista, ginecologista ou cirurgião plástico, pode ser uma boa opção, tanto para conhecer o próprio corpo, quanto para evitar doenças sérias. Os exames de rotina, devem ser feitos anualmente para saber se não há nenhum problema com a saúde da mulher.

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Combatendo as estrias

Combatendo as Estrias

O que são estrias:

Estrias são cicatrizes que ocorre devido o rompimento de fibras elásticas após uma grande distensão da pele, como por exemplo, após aumento de peso, crescimento, início da puberdade nas mulheres, fase que o corpo adquire as formas curvilíneas e durante a gestação.

Porque aparecem:

Existem pessoas que são predispostas geneticamente ao aparecimento das estrias. Elas aparecem na pele como lesões avermelhadas (estrias mais recentes) ou esbranquiçadas (estrias mais antigas).

Apesar de acometer mais as mulheres, é uma queixa comum também entre os homens no consultório e aparecem mais frequentemente nas regiões das mamas, coxas, nádegas, quadril e costas.

Como prevenir as estrias:

A melhor forma de preveni-las é fazer hidratação intensa da pele com o uso de cremes e óleos a base de ureia, lactato de amônia e óleos vegetais, que ajudam na manutenção da integridade e hidratação da pele, tornando-a menos frágil.

Mulheres em época de gestação merecem cuidado redobrado. Deve-se evitar o efeito sanfona no corpo com o ganho de peso de forma rápida! É fundamental para a pele não sofrer os danos de distensão e rompimento das fibras elásticas.

Como tratar as estrias:

O tratamento é indicado pelo médico após avaliação das estrias. Pode ser indicado um ou mais tratamentos para potencializar os resultados.

Uma ótima opção é o poderoso laser fracionado CO2 que estimula a produção e reorganização do colágeno nas camadas mais profundas da pele, que contribui para superficializar as estrias e torna-las menos visíveis.

É indicado também o MMP (Microinfusão de medicamento na pele) como um ótimo aliado ao tratamento. Consiste na infusão de medicamentos e ativos na pele através de um dispositivo injetável, que leva esses ativos diretamente às camadas da pele a serem tratadas, potencializando o resultado do tratamento.

Outra opção é o Microagulhamento. As suas microagulhas perfuram as camadas mais superficiais da pele, favorecendo novas fibras de colágeno e elastina no local, eliminando gradualmente as estrias em cada sessão. O número de sessões varia de acordo com a avaliação médica e a resposta da pele do paciente.

Agende uma consulta e saiba mais sobre os tratamentos indicados para você!

IBEL BH - Clínica de Estética e de Dermatologia em BH | Conheça os benefícios da drenagem linfática para a perda de peso

Conheça os benefícios da drenagem linfática para a perda de peso

O feriado chegou, e muitas vezes queremos dar aquela desinchada no corpo pré ou pós feriado. Um dos tratamentos que ajudam a eliminar peso é a drenagem linfática, que é uma técnica de massagem usada para drenar e limpar resíduos celulares.

Ela estimula o sistema linfático a trabalhar em ritmo mais acelerado para eliminar o excesso de líquidos e as toxinas do organismo.

Porque a Drenagem Linfática é importante?

O sistema linfático é uma rede complexa de vasos que movem fluidos através do corpo. Apesar do fluido se mover através do sistema linfático, ele não tem o seu próprio mecanismo de bombeamento. A drenagem linfática é um tipo de terapia que serve para ajudar a linfa a fluir mais facilmente.

A principal função da drenagem linfática é retirar os líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos. Essa técnica também estimula a regeneração dos tecidos, melhora o sistema imunológico, é relaxante e tranquilizante, combate a celulite e a gordura localizada e ainda melhora a ação anti-inflamatória do organismo.

Quais são os benefícios da Drenagem Linfática?

A Drenagem tem diversos benefícios para a saúde do corpo e para a estética.

• Desintoxica o organismo
• Elimina líquidos acumulados no organismo
• Ativa o sistema imunológico
• Alivia hematomas e inchaços após cirurgias plásticas
• Auxilia no tratamento da celulite

Quais são as indicações da Drenagem Linfática?

A drenagem é indicada no combate e prevenção da celulite e gordura localizada. A massagem também é a principal indicação para recuperação de inchaços pós-cirúrgicos, especialmente nos casos de cirurgias plásticas (lipoaspiração, mamoplastia, cirurgia de abdômen e rosto).

Nesses casos, a drenagem ajuda o organismo a reagir, eliminando líquidos que causam o inchaço e acelerando a recuperação.

A massagem também é indicada para casos de má circulação sanguínea, varizes, tensão muscular, enxaqueca, hipertensão e até sinusite. Além disso, por estimular o sistema nervoso parassimpático, é ótima para relaxar e afastar o estresse.

O método é contra-indicado apenas para quem sofre de insuficiência renal, trombose, hipertireoidismo e para portadores de tumores no sistema linfático.

Blog IBEL BH - Instituto Belvedere | Dicas de beleza e cuidados com o corpo - Celulite, O Que Você Precisa Saber Sobre Ela E Como Tratá-la.

Flacidez tem solução?

A resposta é SIM! Mas primeiro, precisamos entender o que é flacidez para podermos evitá-la e tratá-la.

A flacidez costuma ser um grande desafio para quem deseja ter ou manter a pele mais firme, tonificada e com aspecto saudável. Ela ocorre por vários motivos e acometem até mesmo pessoas magras, especialmente aquelas que perdem grande quantidade de massa em um curto período de tempo. Porém, é possível evitá-las e tratá-las com mudanças de hábito, e tratamentos estéticos, tanto para o rosto, quanto para o corpo de forma eficaz.

A flacidez é definida de duas formas diferentes: uma relacionada à pele em si, que é chamada de flacidez tissular, e a outra, referente aos músculos, chamada de flacidez muscular. Elas podem aparecer de forma separada, ou junta, piorando a aparência da pele.

A flacidez tissular pode ser causada pelo envelhecimento da pele, que é acelerado em decorrência da exposição solar, pelo efeito sanfona, pela gravidez, ou outros motivos. Basicamente, é quando as fibras de sustentação da pele (colágeno e elastina), perdem suas funções originais.

Já a flacidez muscular, é causada essencialmente pelo enfraquecimento das fibras dos músculos por falta de estímulo, deixando a pele com o aspecto “caído”, mesmo em pessoas que não estão acima do peso.

Agora, vamos direto ao assunto. Como eu posso evitar e tratar a flacidez?

Evite o sol

Os raios ultravioletas danificam a pele em sua camada mais profunda, a derme, que é onde se encontram as fibras de colágeno e elastina. Quando se expuser ao sol, não deixe de utilizar de forma correta um bom protetor solar para se proteger e evitar a flacidez.

Cuide bem da alimentação

Alguns alimentos ajudam muito a produção de colágeno, que consequentemente, diminui a flacidez. Um bom exemplo são os alimentos ricos em vitamina C e cianidina, como as frutas vermelhas (morango, amora e framboesa), laranja e etc. Outros alimentos também são necessários como os ricos em zinco e vitaminas A e C.

Abandone os vícios

Todos já sabem o quanto os vícios como fumar são péssimos para a pele. As substâncias químicas presentes no cigarro aceleram o envelhecimento e prejudicam as células.

O álcool também é prejudicial para a pele. Ele causa desidratação e oxidação que aceleram o envelhecimento cutâneo.

Realize exercícios físicos

Para quem busca a solução para a flacidez, são indispensáveis os exercícios de musculação. Isso porque ele fortalece as fibras musculares, e a substituição da gordura por músculos deixa a pele com aspecto tonificado. Além do fortalecimento, a atividade física mantem o peso e evita o efeito “sanfona”, que é um dos principais responsáveis pela flacidez por conta do rompimento das fibras de colágeno e elastina.

Utilize cremes hidratantes

Cremes hidratantes que contêm DMAE em sua fórmula são ótimos aliados para quem deseja se vir livre da flacidez. Essa substância aumenta a produção de colágeno e atua diretamente no músculo. Além disso, os cremes e óleos hidratantes são particularmente interessantes para grávidas que tem um ganho de peso normal dessa fase. Portanto, gestantes devem investir em bons produtos indicados pelos seus médicos.

Invista em tratamentos estéticos

Hoje em dia, temos muitos tratamentos eficazes para flacidez, que apresentam um resultado surpreendente. Exemplo disso é a tecnologia de radiofrequência que encontramos no aparelho LEGACY. O aparelho aquece as camadas mais profundas da pele, estimulando a produção de colágeno e quebrando as camadas de gordura.

Outra opção muito utilizada tanto no rosto como no corpo, é o ácido polilático,  que encontramos nos procedimentos de Sculptra. Diferente do Legacy, esse procedimento consiste na aplicação do produto sobre a pele. O produto estimula a produção das fibras de colágeno em até 66% em três meses, com durabilidade dos resultados de até dois anos. São necessárias até 3 aplicações por região.

É importante entender que cada pessoa apresenta necessidades e objetivos diferentes. Portanto, é necessário uma consulta com o médico para um diagnóstico correto da flacidez e seu nível, sendo possível a indicação de um procedimento eficaz para seu tipo de pele.